Artigos Mais Lidos

A Jornada Da Heroína

Fabiana Vieira realiza uma análise dos estudos da psicoterapeuta Maureen Murdock, em especial, em seu livro: “A Jornada Da Heroína: A Busca Da Mulher Pela Integridade” (The Heroine’s Journey: Woman’s Quest for Wholeness) e seu alinhamento com os objetivos da Terapia Holística.

As Quatro Partes Do Mundo Sustentando A Esfera Terrestre by Jean-Baptiste Carpeaux - Museu Orsay - Fotografia de Henrique Vieira Filho
0 0
Read Time:9 Minute, 7 Second

Uma jornada de reencontro com seu íntimo, com diversas atividades profundas e transformadoras

DOI: https://doi.org/10.5281/zenodo.5783706

A Criação de Eva – Michelângelo

Resumo

Análise dos estudos da psicoterapeuta Maureen Murdock, em especial, em seu livro: “A Jornada Da Heroína: A Busca Da Mulher Pela Integridade” (The Heroine’s Journey: Woman’s Quest for Wholeness) e seu alinhamento com os objetivos da Terapia Holística.

Palavras chaves:  sagrado feminino, jornada da heroína, psicoterapia, terapia,holística

Abstract

Analysis of the studies of psychotherapist Maureen Murdock, in particular, in her book: “The Heroine’s Journey: The Woman’s Quest for Integrity” and its alignment with the goals of Holistic Therapy. 

Keywords: sacred feminine, heroine’s journey, psychotherapy, Jung, therapy, holistic

Introdução 

A jornada da heroína começa com uma desarmonia dos valores femininos, procurando reconhecimento e gratificação na cultura patriarcal, uma quase nula afinidade com a espiritual e um retorno para dentro, a fim de recuperar sua conexão feminina sagrada.

Apresentamos os preceitos estudados por Maureen Murdock em seu livro: “A Jornada Da Heroína: A Busca Da Mulher Pela Integridade” (The Heroine’s Journey: Woman’s Quest for Wholeness). e o quanto ela está alinhada com os nosso objetivos da Terapia Holística.

Como Campbell nos apresenta, todos temos um chamado para nossa Jornada do Herói/Heroína; ao qual podemos recebê-lo em qualquer idade, pois é uma busca pela nossa identidade.

Quando entendemos que o que vivenciamos hoje não faz mais sentido. Pode ser quando começamos num trabalho novo, quando saímos de casa para seguir um novo caminho, ou simplesmente quando percebemos que nossa identidade não faz sentido. 

Começamos, então,  um retorno ao nosso íntimo, um recolhimento que será para o crescimento e autoconhecimento.

A jornada da heroína começa com uma desarmonia dos valores femininos, procurando reconhecimento e gratificação na cultura patriarcal, uma quase nula afinidade com a espiritual e um retorno para dentro, a fim de recuperar sua conexão feminina sagrada.

Separação do Feminino

A nossa separação do feminino começa com a rejeição aos aspectos da mãe, uma busca para distanciar-se do que consideramos feminino. Lembrando que a separação de mãe e filha acontece em ambas as vias, de mãe para filha ou de filha para mãe.

Começa um enquadramento mais masculino, ou seja uma busca em adaptar-se ao mundo patriarcal. Muitas vezes com distância do seu contato com o sagrado, com a espiritualidade e os processos naturais.

Dificultando, assim, seu reconhecimento como mulher e indivíduo e seu próprio arquétipo de mãe, que tanto pode te auxiliar no processo de cuidado íntimo.

Identificação com o Masculino

Com a separação do seu feminino (mãe) e sua inclinação ao masculino (pai); nossa heroína vai em busca de enquadrar-se num mundo mais patriarcal. Ela caminha para uma figura masculina que tem a referência do sucesso (ou a ausência dele – levando em consideração a sua jornada pessoal). 

Começa então uma representação do comportamento deste homem, caminhando para uma preparação para enfrentar o mundo exterior. Seria aquela típica: super mãe, super profissional, guerreira…

Estrada de provações

Como na Jornada do Herói, a mulher encontra obstáculos em seu caminho de desenvolvimento. Algumas das provações que enfrenta diz respeito a seu caminho de sucesso profissional, como vimos na etapa anterior.

Mas diferente do Herói, temos fatores internos profundos: dependência emocional (masculina e feminina), amor pelo outro (doação de amor, sem contrapartida) e inferioridade (masculina e feminina)

Lembrando que a para o feminino, ainda temos que equilibrar entre vida pessoal/profissional. Criando assim, um contato imenso com os mais diversos tipos de sentimentos. A estrada é muitas vezes confusa e nosso caminhar é doloroso.

Falsa Ilusão de Sucesso

A super mulher assume, mas ainda tem umas visitas da impostora dizendo que não chegou ao sucesso. Passando a falsa ilusão de sucesso, quando na verdade está testando limites e não realizando escolhas saudáveis.

Ela passa a perder o controle, afinal para superar os demais e alcançar todo seu “potencial” está no limite de um esgotamento.

Começamos a notar uma desconexão com o que de fato é importante, sentimento de um vazio sempre brota e uma desolação vem caminhando cada vez mais.

O despertar do sentimento de aridez espiritual: morte

O vazio está se inundando, juntamente com um sentimento de traição. Começa os questionamentos em relação aos seus sentimentos e tudo que foi conquistado e o que foi perdido no caminho.

Começa um afastamento: de pessoas, locais e trabalho; ela busca algo que faça sentimento; mas ainda com o vazio dominando e sendo difícil lutar com sentimento de desolação. Um profundo e transformador encontro com suas sombras acontece e um encontro com sua psiquê escura.

A recusa em pegar um novo projeto e seguir nesta jornada sem sentido é doloroso e nos mostra a morte, para um retorno profundo e transformador.

Iniciação e Descida a Deusa

Passamos pela morte: raiva, desespero, desolação; e agora temos o retorno à vida. A Heroína deve seguir uma jornada ao submundo (a descida a Deusa) que nada mais é que um recolhimento e enfrentar as verdades sobre si mesma.

Sem seguir mais os padrões masculinos e reencontrando a sua essência feminina, um foco no seu EU. Recordando seu corpo, sexualidade, emoção e intuição.

Uma descoberta sobre todo seu ciclo feminino, aceitando as sabedoria das mudanças: iluminação para coragem, criatividade e escuridão: encontrar significado nas dores.

Ressurgindo as suas figuras femininas, sua criança interior vem brincar também e o desejo de recuperar todos esses arquétipos perdidos de si. Ela enfim é a sua melhor versão, não pelo fato de estar plena, mas pelo fato de estar desperta para a vida e suas possibilidades.

Urgente reconexão com o Feminino

Ela se conecta com as suas raízes, recebendo sua força sagrada; apoiando na sua ancestralidade.

Conectando com sua identidade profunda, ela consegue compartilhar com os demais e ser apoiada também, nesse reencontro.

Recuperando sua feminilidade e trazendo à tona sua energia feminina potente e tão necessária, sua conexão com o feminino sagrado e entendendo melhor a sua psique.

Curando o conflito entre mãe e filha

Em busca de sanar esta divisão mãe/filha, aquela rejeição lá no começo; estamos na busca de reconectar com nosso aspecto feminin o. 

Pode ou não ter relação direta na com sua mãe/filha particular; pois estamos lidando nesta etapa com a ligação do que separamos do feminino.

Com a conexão com a sabedoria ancestral que te ajuda a reconhecer os mais diversos aspectos, corporal, intuição e reconhecimento da sua intuição e retorno aos processos naturais.

Curando o masculino ferido

Nesta etapa tomamos contato com a natureza masculina que precisa de atenção; seja nas projeções negativas em relação aos homens em sua vida ou aspectos masculinos que precisam de cuidado.

Para cuidarmos desses aspectos devemos identificar quais aspectos desta masculino ferido fazem parte da sua jornada: não cuidado com limites, falta de cuidado com sentimentos, má gestão da sua saúde.

Temos também que identificar quais aspectos positivos da sua natureza masculina te ajudam a reconhecer o espaço, que dele te ajudam a trazer à tona sua verdade e autoridade sobre si.

A integração do masculino com o feminino

Chegamos então na etapa “final” é a união do feminino e masculino sagrados. 

Estamos conscientes da nossa verdadeira natureza, aceitamos e integramos ambas energias, temos um reconhecimento sobre a totalidade do nosso ser.

Sabemos que teremos, ainda, conflitos e problemas; mas já sabemos como evitar o sofrimento, sem fugir deles. 

Afinal teremos mais controle sobre como reagir às mais diversas situações.

Reconhecemos nossas feridas e as deixamos ir, mas caso elas voltem teremos uma forma de reconhecê-las e ressignificá-las.

Guerreira Espiritual

A Heroína Sagrada resgata a sua guerreira espiritual, ela se equilibra na delicada integração do feminino e masculino de sua própria natureza.

Tudo está interligado. Nossas emoções, escolhas, alimentação, ambiente e mente…

A evolução do pensamento humano e da própria psique proporcionam um incentivo ao próprio crescimento de quem as contempla.

O caminho de crescimento é da autoconfiança, perder o medo de trilhar seu próprio caminho, pois a vida sempre será de escolhas. 

Retire o sofrimento das escolhas, pois para ser pleno, requer a escolha da pessoa que apresentamos ao mundo, e a pessoa que precisamos nos tornar.

Como utilizar essas informações na Terapia?

Acredito que na Terapia, em nossos consultórios, devemos ajudar nosso cliente a ter contato com seu íntimo, entender as frustrações e se posicionar acerca delas, de que terá adversidades, mas que a forma como ele lida com elas e as supera que ditará muito mais na vida e evolução dele como ser Humano, do que a frustração em si.

Conclusão

Devemos fazer o resgate do SER, sentidos e sentimentos. Então podemos utilizar diversas técnicas que podem auxiliar em cada uma das etapas, lembrando que a base deste trabalho é a Psicoterapia Holística, que trará clareza dos aspectos mentais e ajudará com as confusões de sentimentos. 

Referências

CAMPBELL, Joseph. As Transformações dos Mitos Através do Tempo. São Paulo: Cultrix, 1992.

CAMPBELL, Joseph. O Herói de Mil Faces. São Paulo: Cultrix, 1992

CAMPBELL, Joseph. As Máscaras de Deus – Mitologia Primitiva. São Paulo: Palas Athena, 2004.

CAMPBELL, Joseph. Mitos, Sonhos e Religião. São Paulo: Ediouro, 2001.

CAMPBELL, Joseph. As Transformações dos Mitos Através do Tempo. São Paulo: Cultrix, 1992.

CHEVALIER, Jean – Dictionnaire des Symboles. Paris, Éd. Robert Laffont S.A. e Ed. Júpiter, 1982.

JOHNSON, Robert A., Sonhos, fantasia e imaginação ativa: a chave do reino interior. Trad. Dilma Gelli. São Paulo: Mercuryo, 1989.

JUNG, C. G. – Livro Vermelho. São Paulo, Martins Fontes, 2015.

JUNG, C. G. – Psicologia e Alquimia. São Paulo, Vozes, 1991

JUNG, C. G. – Obra completa de C. G. Jung: Caixa (Português). São Paulo, Vozes, 2011

MURDOCK, Maureen – The Heroine’s Journey: Woman’s Quest for Wholeness. Boston & London, Shambhala,  2013

VIEIRA FILHO, HENRIQUE – Tutorial Terapia Holística. São Paulo, Sintebooks, 2002.

VIEIRA FILHO, HENRIQUE – Psicoterapia Holística – Um Caminho Para Si Mesmo, São Paulo, Livroteca, 2019.

VON FRANZ, Marie-Louise, A imaginação ativa. In: Psicoterapia. Trad. Cláudia Gerpe Duarte. São Paulo: Paulus, 1999.

VON FRANZ, Marie-Louise, A alquimia e a imaginação ativa. Trad. Pedro da Silva Dantas Jr. São Paulo: Cultrix, 1994.

Sobre a Autora:

Fabiana Vieira
  
https://orcid.org/0000-0002-3568-8664
Formada em Secretariado, chegando aos 20 anos de uma sólida carreira no mundo corporativo.
Tendo coordenado mais de vinte eventos artísticos, entre exposições e vernissages para a Galeria HVF Artes, em diversos países, Fabiana Vieira soma uma sólida experiência a qual coloca à disposição dos demais artistas via Sociedade Das Artes, organização da qual é sócia.
Na Terapia Holística, atua com Reiki, Fitoterapia, Psicoterapia, Aromaterapia e Sagrado Feminino, temas sobre os quais é articulista convidada da Revista da Terapia Holística, além de organizar congressos, palestras, cursos e workshops, inclusive o consagrado Holística, que é o congresso anual do CRT.
[email protected]

Cite as

Fabiana Vieira. (2021). A JORNADA DA HEROÍNA. Revista TH, XI(73). https://doi.org/10.5281/zenodo.5783706

Fabiana Vieira Subscriber

 

 https://orcid.org/0000-0002-3568-8664

Formada em Secretariado, chegando aos 20 anos de uma sólida carreira no mundo corporativo.

Tendo coordenado mais de vinte eventos artísticos, entre exposições e vernissages para a Galeria HVF Artes, em diversos países, Fabiana Vieira soma uma sólida experiência a qual coloca à disposição dos demais artistas via Sociedade Das Artes, organização da qual é sócia.

Na Terapia Holística, atua com Reiki, Fitoterapia, Psicoterapia, Aromaterapia e Sagrado Feminino, temas sobre os quais é articulista convidada da Revista da Terapia Holística, além de organizar congressos, palestras, cursos e workshops, inclusive o consagrado Holística, que é o congresso anual do CRT.

[email protected]

About Post Author

Fabiana Vieira

Formada em Secretariado, chegando aos 20 anos de uma sólida carreira no mundo corporativo. Tendo coordenado mais de vinte eventos artísticos, entre exposições e vernissages para a Galeria HVF Artes, em diversos países, Fabiana Vieira soma uma sólida experiência a qual coloca à disposição dos demais artistas via Sociedade Das Artes, organização da qual é sócia. Na Terapia Holística, atua com Reiki, Fitoterapia, Psicoterapia, Aromaterapia e Sagrado Feminino, temas sobre os quais é articulista convidada da Revista da Terapia Holística, além de organizar congressos, palestras, cursos e workshops, inclusive o consagrado <strong>Holística</strong>, que é o congresso anual do <strong>CRT - Conselho de Auto Regulamentação da Terapia Holística</strong>, do qual foi Diretora. Em suas palavras: <em>Com a junção de todos os anos de trabalhos corporativos e os cursos livres de Terapia Holística, me encontrei no ajudar o próximo, realizar encontros de terapeutas, artistas e artesãos dos mais diversos segmentos e desenvolver tarefas sociais</em>. <a href="https://goo.gl/maps/Pcw7KpPU9sC2" target="_blank" rel="noopener noreferrer"><b>Alameda Santos, 211 cj 1411 - São Paulo - SP - CEP 01419-000</b></a> <b><a href="mailto:[email protected]" target="_blank" rel="noopener noreferrer">[email protected]</a></b> <a href="https://api.whatsapp.com/send?l=en&phone=5511982946468"><b>Whatsapp: +55 11982946468</b></a>
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.